terça-feira, abril 13, 2021

Indaiatuba suspende aulas presenciais até fim de março para tentar conter piora da pandemia


Medida passa a valer na segunda-feira (15) e atende pedido do comitê municipal de enfrentamento à Covid-19. Cidade tem lotação em alas para pacientes com a doença e registrou 371 mortes até quarta. A Prefeitura de Indaiatuba decidiu suspender as aulas nas redes pública e particular a partir de segunda-feira (15) para tentar conter a alta de mortes por Covid-19, além da superlotação dos hospitais. A medida vale até 31 de março, mas pode ser revisada.
Segundo a administração, a decisão atende um pedido do Comitê de Enfrentamento da Covid-19. “As autoridades médicas e sanitárias do comitê realizam avaliações diárias sobre a evolução da pandemia no município e orientam a administração municipal sobre as medidas necessárias de acordo com o cenário apresentado”.
Até quarta-feira, o Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc) operava com ocupação de 96% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid-19 e 100% nas estruturas para pacientes com quadro menos graves – os leitos clínicos.
Prefeitura de Indaiatuba atendeu orientação do comitê de combate à pandemia e suspendeu as aulas
Reprodução/TV Anhanguera
Já no Santa Ignês, hospital particular, a ocupação era de 100% de UTI e 87% nos leitos clínicos. A prefeitura também tem leitos de UTI externos, contratados em outras cidades para atender a rede pública. Estes estão com 75% de lotação.
“A Prefeitura (…) destaca que têm buscado alternativas para ampliar a capacidade de atendimento na Saúde diante do agravamento da doença em todo o território nacional. A Administração solicita a colaboração de todo cidadão indaiatubano com os cuidados sanitários preconizados para que possamos superar esse momento com a maior brevidade possível, sempre prezando em primeiro lugar pela vida”, afirmou a administração municipal.
São 371 mortes pelo novo coronavírus até quarta-feira, com 15.541 casos confirmados.
Ato contra mortes
Cerca de 400 cruzes brancas foram colocadas em um gramado próximo ao Paço Municipal na manhã desta quinta-feira. Os símbolos, que acompanhavam um cartaz que criticava a gestão da pandemia, foram retirados pela prefeitura, que alegou que o ato foi político. Veja o vídeo abaixo.
Em ato, 400 cruzes são colocadas em frente à Prefeitura de Indaiatuba

Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Após semanas lotados, hospitais privados de SP têm queda nas internações

A pandemia do coronavírus parece apresentar sinais de melhora no estado de São Paulo. Na sexta-feira, 9, o secretário...

Campinas registra déficit de 12 mil doses de vacina contra a Covid para profissionais da saúde

Secretaria de Saúde enviou ofício pedindo o envio de mais doses, além de destacar que possui capacidade para...

Caminhão perde freio e atinge postes e muro de casa em Campinas

De acordo com a Polícia Militar, ninguém ficou ferido durante a ocorrência na Vila Aeroporto. Caminhão perdeu o...

Lentidão na aplicação de doses lota posto de imunização contra Covid-19 em Campinas

Prefeitura afirma que sistema de agendamento apresentou instabilidades, o que gerou espera. Morador relata demora de até uma...

Campinas tem mais 46 mortes por Covid-19 e total vai a 2.701; casos aumentam para 85,9 mil

Balanço divulgado pela prefeitura na tarde desta terça-feira (13) mostra mais 566 moradores infectados. Vítimas são 31 homens...
- Advertisement -