sexta-feira, fevereiro 26, 2021

Pandemia gera queda de 23% na exportação das indústrias da região de Campinas em 2020, diz Ciesp


Segundo o balanço do órgão, valor adquirido por envios de mercadorias para fora foi de US$ 2,5 bilhões no ano passado. Diretor espera recuperação em 2021, apesar da situação da pandemia ainda preocupar. De acordo com laboratório que atua na região de Campinas, indústria responde por 66% da procura por testes no setor produtivo
Reprodução/EPTV
As indústrias da região de Campinas (SP) registraram queda de 23% nas exportações no ano passado, em comparação com 2019. De acordo com o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp-SP), o valor gerado por envios de mercadorias para fora do país foi de US$ 2,5 bilhões de janeiro a dezembro de 2020, enquanto que no mesmo período do ano anterior o índice chegou a US$ 3,3 bilhões.
O motivo da diminuição, segundo o diretor do Departamento de Comércio Exterior do Ciesp Campinas, Anselmo Riso, foi a crise econômica provocada pela pandemia da Covid-19, que afetou a produção das empresas, provocou demissões e diminuiu a capacidade de produzir. A expectativa para 2021 é que os indicativos melhores, apesar dos indicativos de contaminação da doença ainda continuarem batendo recordes.
“Esperamos, sim, uma recuperação, não dá pra dizer de quanto, mas mesmo ainda com o problema da pandemia e as empresas precisando fazer ajustes, esperamos que a balança comercial se recupere sim, principalmente no setor mais forte da região de Campinas, que é o de tecnologia, eletrônicos, máquinas e equipamentos”, explicou.
O balanço do órgão estadual ainda apontou diminuição de 10% nos números de importação, passando de US$ 11 bilhões em 2019 para US$ 9,9 em 2021.
Anselmo Riso, diretor do Ciesp Campinas
Reprodução/EPTV
Com isso, o saldo da balanço comercial ficou com um saldo negativo de US$ 7,3 bilhões em comparação com o mesmo período de 2019, o que representa uma diminuição de 4,4%.
As empresas associadas ao Ciesp-Campinas movimentam média de R$ 41,5 bilhões por ano. Do total de 494 empresas, 84 são multinacionais.
Elas estão distribuídas pelos municípios de Amparo (SP), Artur Nogueira (SP), Campinas (SP), Conchal (SP), Estiva Gerbi (SP), Holambra (SP), Hortolândia (SP), Itapira (SP), Jaguariúna (SP), Mogi Guaçu (SP), Mogi Mirim (SP), Paulínia (SP), Pedreira (SP), Santo Antonio de Posse (SP), Serra Negra (SP), Sumaré (SP) e Valinhos (SP).
Os setores de atuação delas são os de alimentos, bebidas, diversos (itens específicos), elétrico, eletrônico, comunicação, madeira, mecânico, metalúrgico, papel e papelão, prestadores de serviços, produtos de materiais plásticos, produtos minerais não metálicos, químico, têxtil, além de transportes e autopeças, entre outros.
José Henrique Toledo Corrêa, vice-diretor do Ciesp Campinas
Reprodução
Sondagem industrial
Uma pesquisa do Ciesp, divulgada nesta terça-feira (23) junto com os dados da balança comercial, ainda apontou que 47% das empresas tiveram aumento na produção em janeiro deste ano. Além disso, outras 41% registram alta no valor de vendas. Já o nível de inadimplência e o número de funcionários permaneceu estável em 70% das fábricas.
“Essa estabilidade a gente brinca que foi um empate que na verdade valeu três pontos, ao invés de um. Porque só o fato de não ter caído já é um indicativo muito bom. Ainda tivemos os índices que cresceram, então os números são bons, as empresas pararam de demitir, pararam de fechar, é um cenário de recuperação”, disse o vice-diretor do Ciesp Campinas, José Henrique Toledo Corrêa.
VÍDEOS: saiba tudo sobre Campinas e Região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Temporal alaga vias, inunda imóveis e derruba árvores em Campinas

Maior índice de chuvas foi registrado na Avenida Orosimbo Maia, com 46 milímetros...

Vinhedo abre processo seletivo para 12 vagas temporárias para médicos; veja áreas de atuação

Oportunidades são para profissionais das áreas de clínico geral, pediatria e medicina de família. Vinhedo abriu processo seletivo...

'Se tiver vacina para comprar, vamos comprar', diz Dário ao sinalizar Campinas em consórcio

Prefeito diz que aquisição pode ser feita com repasses de ministério ou remanejamento interno. Metrópole inicia na segunda-feira...

Mogi Guaçu restringe circulação e fecha farmácias e mercados; cidade é 1ª da região a adotar medidas mais restritivas

Regras passam a valer na madrugada de terça-feira (2) e foram adotadas após aumento em casos, mortes e...

Hortolândia recebe 2ª edição de festival de grafite neste final de semana

Intervenção artística ocorre sábado e domingo, das 9h às 18h, na Unidade Cultural 'Arlindo Zadi', bairro Jardim Amanda....
- Advertisement -