domingo, abril 11, 2021

Polícia arquiva inquérito contra ex-servidor de Campinas suspeito de negociar compra de testes de Covid


Luiz Fernando Mariano Mateus, ex-comissionado da prefeitura, comemorou o resultado: ‘A Justiça tarda, mas não falha. Deus é bom”. Polícia encerra investigação sobre venda clandestina de testes da Covid-19 em Campinas
A Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) pediram o arquivamento do inquérito que investigava um ex-servidor da Prefeitura de Campinas (SP) e outras três pessoas que chegaram a ser presas suspeitas de negociar a compra de 25 mil kits de testes para o novo coronavírus em abril de 2020. Os relatórios apontam que não houve materialidade do delito.
Luiz Fernando Mariano Mateus era funcionário comissionado da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer quando acabou preso e investigado. Ele foi exonerado no dia seguinte. Nesta terça-feira (23), ele disse que o caso “acabou com sua vida e que não havia feito nada de errado”.
“Acabaram com a minha vida. Tenho uma reputação, tenho filhos, tenho família. Perdi emprego. E a gente sempre fez a coisa certa. Nunca fez nada de errado. Imagina eu com meus filhos, foi uma injustiça que fizeram comigo. Política no meio, para atingir outras pessoas politicamente. Mas a Justiça ia vir à tona. Taí, a Justiça tarda, mas não falha. Deus é bom”, disse.
Em nota, a prefeitura de Campinas informou que não era parte do processo. “Como tratava-se de um funcionário que ocupava um cargo em comissão, a partir do momento de sua exoneração, ele não tem mais vínculo com a Prefeitura. A Administração Municipal não é parte do processo”.
Teste de coronavírus, em Campinas
Alle Barbi
Detenção após denúncia
O servidor e outros três homens foram detidos no dia 14 de março de 2020 após uma denúncia feita à Polícia Militar de que homens negociavam a compra e venda de armas e drogas no estacionamento de uma padaria no Jardim Flamboyant.
As investigações, entretanto, não comprovaram qualquer prática ilícita. Ao pedir o arquivamento, o MP destaca “os investigados prestaram declarações harmônicas, em consonância com os elementos encontrados nos aparelhos celulares apreendidos. As pessoas identificadas e ouvidas no presente inquérito policial não confirmaram a prática ilícita e nenhum outro elemento que indicasse a prática da receptação ou outras fraudes foi colhido durante a instrução”.
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Ciclista fica ferido após ser atingido por moto e arremessado em Campinas

Acidente aconteceu na tarde deste domingo (11), na Avenida John Boyd Dunlop. Homem...

Indaiatuba abre inscrições para apresentações culturais virtuais; artistas receberão R$ 750

Interessados precisam ter 18 anos ou mais e apresentar comprovante de endereço fixo na cidade. Materiais selecionados serão...

PATs da região de Campinas ofertam 324 vagas de emprego nesta segunda-feira; veja cargos

Relação inclui postos para diversos níveis de escolaridade e oportunidades exclusivas para PCDs. Em virtude da pandemia, unidades...

Moto fica partida após condutor atingir traseira de carro na Bandeirantes, em Campinas

Acidente foi na noite de sábado (10), em pista norte. Motociclista teve lesões graves, diz polícia. Moto partiu...

Covid-19: ação em Campinas lacra bar com 60 clientes e coberto por lona para 'disfarçar' abertura

Ação conjunta da Guarda e PM no Jardim São Domingos ocorreu na noite de sábado (10), segundo prefeitura....
- Advertisement -