quarta-feira, abril 14, 2021

Prefeitura de Indaiatuba retira cruzes colocadas em ato contra mortes por Covid-19


Cerca de 400 símbolos foram pregados em frente ao Paço Municipal. Administração disse que ação foi política e removeu porque não houve pedido para realização. Cidade soma 371 vítimas da doença. Em ato, 400 cruzes são colocadas em frente à Prefeitura de Indaiatuba
Duas pessoas colocaram cerca de 400 cruzes no gramado em frente à Prefeitura de Indaiatuba (SP) na manhã desta quinta-feira (11). Os símbolos acompanhavam um cartaz que faz referência às mortes por Covid-19 na cidade e que dizia que a “tragédia poderia ter sido evitada por nossos governantes”. Em nota, a prefeitura afirma que removeu os objetos porque não houve pedido formalizado para a ação, que definiu como “política de grupos de oposição”.
Segundo o balanço mais recente da prefeitura, 371 moradores de Indaiatuba sucumbiram à doença causada pelo novo coronavírus até quarta-feira. O número de casos confirmados é 15.541.
Cruzes colocadas para marcar mortes por Covid-19 em Indaiatuba
Carleans de Brito
Segundo Carleans de Brito, um dos organizadores, as cruzes brancas foram colocadas às 6h na área aberta que fica do outro lado da avenida do Paço Municipal em forma de homenagem, mas a prefeitura entendeu como protesto. Funcionários fizeram a retirada cerca de uma hora e meia depois.
Em 2020, Brito foi candidato a vice-prefeito de Indaiatuba na chapa encabeçada por deputado estadual Bruno Ganem. O pleito foi vencido por Nilson Gaspar, que iniciou sua segunda gestão neste ano.
Apesar da ligação com o deputado, Brito afirmou que o ato foi organizado por ele e uma amiga, e Ganem não teve participação.
Ele registrou um boletim de ocorrência por entender que a retirada das cruzes feriu a liberdade de expressão.
Movimento político, diz prefeitura
Em nota, a administração municipal definiu o ato como político e disse que o espaço não é destinado para protestos. Além disso, que não houve pedido para realização. Leia abaixo.
“A ação foi política de grupos de oposição em um momento crítico no qual estamos empenhados em enfrentar a pandemia com foco na diminuição dos impactos. Não compactuamos com ações políticas que utilizam a dor de famílias da cidade em um momento delicado com a intenção de se promover.
A manifestação foi retirada pois o espaço não é destinado para essa finalidade. Não houve nenhum pedido formalizado no Protocolo da Prefeitura pedindo autorização para essa ação”.
Cartaz colocado junto às cruzes critica gestão da pandemia em Indaiatuba
Carleans Brito
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

O amor pela cozinha e a superação de desafios

Conheça a história da cozinheira Claudete Machado, de Campinas, que acredita que para...

Governo federal recebe estudo de viabilidade para nova licitação de Viracopos

Etapa é mais um passo para o avanço do processo de relicitação; único consórcio a enviar o documento...

Complementos para sopas e caldos mais saborosos

Veja o que o chef Ricardo Barreiro, de Campinas, indica para dar um toque especial ao preparos que...

Campinas tem mais 34 mortes por Covid-19 e total aumenta para 2.735; casos chegam a 86,5 mil

Balanço divulgado pela prefeitura na tarde quarta-feira (14) mostra mais 660 moradores infectados. Vítimas são 17 homens e...

Caçador de auroras boreais: o jovem brasileiro que vive em busca das ‘luzes coloridas’

De Sorocaba (SP), hoje Filippo Dias vive na Finlândia e divulga imagens do céu nas redes sociais. ...
- Advertisement -