terça-feira, abril 13, 2021

Primeiro na Unicamp em medicina conta experiência de estudar na pandemia: 'Desafiador'


Gabriel Garcia Schimitt, de 18 anos, afirma que encarou uma rotina de estudos de 12 horas diárias. Além da Unicamp, o estudante foi aprovado no curso de medicina em outras sete universidades
Gabriel Garcia Schimitt/Arquivo Pessoal
Felicidade e surpresa foram algumas das emoções que o estudante Gabriel Garcia Schimitt, de 18 anos, vivenciou ao descobrir que ficou em 1º lugar na lista de aprovados do curso de medicina , o mais concorrido da Unicamp, em Campinas (SP). E isso bem em um ano marcado pelo desafio da pandemia, com estudos e preparação à distância
“No começo foi mais desafiador porque a gente não estava acostumado, nem os cursinhos estavam acostumados ou preparados para a pandemia […], mas eu consegui me adaptar bem”, conta.
Para realizar o sonho de estudar medicina, o jovem que mora em São Paulo conta que encarou uma rotina de estudos de 12 horas diárias, e que, relativamente, se adaptou à nova rotina de aulas on-line.
“Eu achei que seria pior, mas considero até que foi melhor para mim […] no presencial eu teria que fazer todo o descolamento até o cursinho, que é cerca de uma hora da minha casa”, relata o estudante.
Ao todo, Gabriel prestou dez vestibulares e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além da Unicamp, onde já realizou a matrícula, o jovem acabou aprovado na Fuvest.
Surpresa dupla
A primeira surpresa veio com a divulgação da lista de aprovados. Gabriel conta que não esperava passar na Unicamp. Já a surpresa da primeira colocação veio dias depois. Os dois momentos foram muito comemorados por ele e pela família. “Foi indescritível, faltam palavras para descrever essa experiência”, relata.
“Foi uma surpresa muito boa […] fiquei completamente chocado não esperava passar”, explica o jovem.
De acordo com Gabriel, cursar medicina sempre foi um sonho. “Sempre falava para as pessoas da minha família desde os dez anos”, recorda. Com o passar dos anos, o jovem foi amadurecendo a ideia e no ensino médio finalmente decidiu prestar o curso.
Vista aérea da Unicamp, em Campinas
Antoninho Perri/Ascom/Unicamp
Motivação
Desde que decidiu prestar medicina, o estudante conta que tinha uma ideia das dificuldades e sacrifícios que iria encontrar em seu caminho. “Eu sabia o quão difícil era, mas você só sabe que é muito difícil mesmo quando vive essa história”, explica.
Gabriel ainda dá uma dica que considera importante para quem pretende prestar o vestibular. Segundo ele, planejamento, descanso e saúde mental estão entre a lista de coisas que devem ser priorizadas.
“É preciso entender que você não é uma máquina de fazer vestibular”, explica.
Além disso, devido à pandemia, o calouro não pode realizar as comemorações do trote e recepção dos “bixos’’ presencialmente.
Segundo Gabriel, os eventos foram feitos de forma remota, apesar disso o jovem conta que está animado para iniciar o curso “estou animado para ter aula de medicina, ter as matérias da minha área”, conta.
*Sob supervisão de Fernando Evans
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e Região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Avião da Azul faz pouso de emergência no Galeão após piloto relatar fumaça a bordo

Dois passageiros que se sentiram mal durante a situação precisaram ser atendidos pelo...

DIG prende suspeito e apreende fios roubados que seriam trocados por drogas em Indaiatuba

Policiais civis também localizaram porções de entorpecentes, simulacro de revólver, faca e cerca de R$ 2,5 mil em...

Em 100 dias, rede municipal atende o equivalente a 11% da população de Campinas com suspeita de Covid-19

Percentual representa cerca de 133 mil pessoas que procuraram consulta médica em UBSs, UPAs ou nos hospitais mantidos...

Campinas abre agendamento da vacinação contra Covid-19 para maiores de 67 anos

Cadastro deve ser feito no site, onde será informado horário e local de aplicação. Cidade conta com cinco...

Banco de leite da Maternidade em Campinas atinge nível mais crítico da pandemia; veja como doar

Hospital tem estoque de 139 litros, volume 30,5% inferior aos 200 indicados como mínimo ideal, e reivindica doações....
- Advertisement -