quarta-feira, maio 5, 2021

Região de Campinas atinge 7 mil mortes por Covid-19 após ter 1 mil vidas perdidas em tempo recorde


Levantamento considera dados dos 31 municípios da área de cobertura do G1 Campinas. Metrópole reúne 40,5% do total de vidas perdidas desde o início da pandemia. Região de Campinas chega a 7 mil mortes por Covid nesta quarta-feira (21)
Osvaldo Furiatto / Arquivo Pessoal
1
A região de Campinas (SP) atingiu a marca de 7 mil mortes pela Covid-19, nesta quarta-feira (21), após registrar pelo menos 1 mil vidas perdidas em 16 dias, tempo recorde para esta quantidade desde o início da pandemia. Embora o estado tenha autorizado o primeiro passo para a retomada parcial de atividades econômicas, há municípios com hospitais lotados e fila de espera por leitos de UTI.
Com 301 mortes por Covid em 20 dias, abril já é o 3º mês com mais vítimas da doença em Campinas
Além disso, a campanha de vacinação contra a doença imunizou com duas doses somente 6,8% da população das 31 cidades da área de cobertura do G1 Campinas.
Caso este ritmo de imunização seja mantido, o índice pode ficar abaixo de 50% para pelo menos uma dose até novembro, segundo projeção feita por um pesquisador do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica da Unicamp.
Evolução
As primeiras 1 mil vidas perdidas foram verificadas nos quatro primeiros meses da pandemia, em 2020. Depois disso, no intervalo de 40 dias, este número dobrou. O total de óbitos subiu para 3 mil em dezembro, enquanto que o indicador de 4 mil histórias interrompidas foi batido em 16 de fevereiro.
A região alcançou a marca de 5 mil óbitos em 19 de março e, após 18 dias, superou os 6 mil em 5 de abril. Agora, 16 dias depois, chegou a 7 mil mortes.
Leia mais sobre casos e óbitos em cada município
Acompanhe a evolução da vacinação na região de Campinas
O balanço atualizado até 9h desta quarta reúne 7 mil óbitos provocados pelo novo coronavírus. Neste grupo, 2.836 foram divulgadas em Campinas até terça-feira – o equivalente a 40,5% do total. A cidade confirmou a primeira morte provocada pela enfermidade em 30 de março de 2020 e, o mês de março deste ano foi o mais letal desde o começo da crise sanitária.
Depois da metrópole, as outras quatro cidades mais populosas da região são as que têm mais vítimas: Sumaré (SP), Indaiatuba (SP), Americana (SP) e Hortolândia (SP). Em contrapartida, Pedra Bela (SP), com seis óbitos e população estimada em 6,1 mil moradores, tem a menor quantidade.
Pressão na saúde
De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, o Departamento Regional de Saúde (DRS-7) de Campinas, que abrange 42 cidades, registrava taxa de ocupação de UTIs Covid em 79,9% até 18h de terça-feira (20). Já o índice nos leitos de enfermaria correspondia a 55,3%.
Durante o dia foram registradas 162 novas internações, baixa de 15% em relação à semana anterior.
Vídeos: tudo sobre Campinas e região
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Indaiatuba divulga calendário de maio para pagamento de auxílio municipal de R$ 130

Valor começa a ser pago no dia 12 e segue até 19 de...

Obras em viaduto alteram itinerário de duas linhas de ônibus em Campinas; veja mudanças

Alterações nas linhas 130 e 212, que atendem os terminais Vida Nova e Itajaí, respectivamente, começam na segunda-feira...

PM resgata criança e prende mãe suspeita de agressão e abandono em Campinas

Policiais militares receberam denúncia de maus-tratos; menina de 3 anos foi encaminhada ao PS São José e a...

Covid-19: Campinas abre agendamento da vacinação para maiores de 60 anos nesta quarta

Cadastro também estará disponível para trabalhadores de saúde a partir de 35 anos. Inscrição deve ser feita a...

Covid: Campinas anuncia fim da fila de pacientes à espera por leitos de UTI e enfermaria

Desde que dados foram divulgados pela primeira vez, cidade registrou fila por vagas por 47 dias seguidos. Taxa...
- Advertisement -