segunda-feira, março 8, 2021

Região de Campinas vacina 3,9% da população contra Covid-19 no 1º mês da imunização em SP; veja percentual por cidade


Levantamento abrange os 31 municípios na área de cobertura do G1 Campinas, uma população de 3.472.383 habitantes. Espírito Santo do Pinhal lidera entre cidades que mais vacinaram, com 5,7% dos moradores. Vacinação contra Covid-19 no estado completa 1 mês e região de Campinas imunizou 3,9% da população
Adriano Rosa/Prefeitura de Campinas
Um mês após a aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19 no estado de São Paulo, a região de Campinas (SP) contabiliza, segundo dados do Vacinômetro do governo estadual, 3,9% da população vacinada. Ao todo, 135.515 pessoas receberam doses do imunizante até esta terça-feira (16)
O levantamento, com dados atualizados no sistema na manhã desta quarta (17), abrange os 31 municípios na área de cobertura do G1 Campinas, uma população total de 3.472.383 habitantes, segundo a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2020.
Na relação das cidades que mais vacinaram, Espírito Santo do Pinhal ocupa o primeiro lugar após ter imunizado 2.536 dos 44.471 moradores – o equivalente a 5,7%.
Em seguida, aparecem Campinas, com 5,53%; Mogi Mirim, com 5,4%; e Amparo, com 4,99%. A cidade com o menor índice proporcional de pessoas vacinadas é Hortolândia, com 2.168 (ou 0,95%) dos 234.259 moradores imunizados. Veja, abaixo, o número de vacinados e o percentual da população em cada um dos 31 municípios da região de Campinas.
Os números se referem ao sistema de controle dos imunizados no estado, o Vacivida, e podem ser diferentes dos contabilizados pelas prefeituras, devido à rotina de atualizações de cada município.
Em todo o estado, 3,1% da população foi imunizada até esta terça-feira, e ainda não há data definida para que todos os idosos com mais de 60 anos comecem a receber a primeira dose. Dentro dos grupos prioritários, já começaram a receber a vacina os profissionais de saúde, idosos que vivem em instituições e idosos com mais de 85 anos.
Indígenas e quilombolas também foram prioridade na primeira fase da campanha e, segundo o governador João Doria, toda esta população já foi vacinada.
O governador de SP, João Doria, segura uma dose da Coronavac, a vacina do Instituto Butantan e do laboratório chinês Sinovac.
Divulgação/GESP
Campanhas
Um dia após a primeira dose do estado ser aplicada na capital, teve início a vacinação no interior de São Paulo com a aplicação em uma técnica de enfermagem do Hospital de Clínicas da Unicamp. Desde então, os imunizantes disponíveis foram distribuídos na primeira fase da campanha.
Vacina contra Covid-19 em Campinas: veja quem pode ser vacinado hoje
Ao menos 20 cidades da região já começaram a aplicar a 2ª dose da vacina contra a Covid-19. O complemento do imunizante deve ser ministrado de acordo com o prazo estipulado no Plano Nacional de Imunização (PNI), que segue o estabelecido pelas fabricantes das vacinas disponibilizadas no Brasil até o momento, a CoronaVac e a AstraZeneca.
A AstraZeneca enfrentou problemas em duas de suas fábricas, o que atrasou entregas de sua vacina
Getty Images via BBC
m Campinas, o agendamento para aplicação de doses segue aberto para idosos acima de 85 anos. Além disso, a cidade já começou a ministrar a 2ª dose da CoronaVac aos primeiros profissionais de saúde atendidos via agendamento.
Em um comunicado divulgado na plataforma de agendamento, a administração municipal disse que a ampliação para novos grupos “será realizada de acordo com o repasse de novas doses determinado pela Secretaria de Estado da Saúde. No entanto, a pasta estadual já informou que não enviará novas doses dos imunizantes para o município nesta semana”.
Centro de vacinação contra a Covid-19 em Campinas (SP)
Adriano Rosa/Prefeitura de Campinas
Vacinação interrompida
Em Sumaré, a prefeitura informou, na sexta-feira (12), a interrupção da campanha de imunização de idosos a partir de 80 anos após o esgotamento das doses. Em nota, a administração disse aguardar o envio de novos lotes por parte do governo estadual para retomar a vacinação.
Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, porém, o município ainda possui doses disponíveis, já que teria aplicado “5,7 mil doses do imunizante, ou seja, somente 53,3% do quantitativo recebido”. Ao todo, foram enviadas 10,8 mil doses à cidade, diz a pasta.
À EPTV, afiliada da TV Globo, a ‎superintendente de Vigilância em Saúde de Sumaré, Denise Barja, explicou que das 10,8 mil doses enviadas pelo estado, cerca de 8 mil já foram aplicadas, enquanto outras 2.680 são destinadas à segunda dose do imunizante e, por isso, não podem ser utilizadas no momento.
Na noite desta terça, a Prefeitura de Paulínia também informou a interrupção da campanha de imunização no município a partir desta quarta (17). Segundo a administração, apenas parte dos profissionais da área da saúde e idosos com mais de 85 anos puderam ser vacinados com as doses disponibilizadas até o momento.
VÍDEOS: veja tudo sobre a vacinação contra a Covid-19 no Brasil
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Covid-19: lar de idosos de Águas de Lindoia chega a 5 mortes e 29 casos

Quinto óbito foi registrado na última quinta-feira (4). Unidade de longa permanência abriga...

Vídeo: Homem maltrata cavalo com chutes e socos em Campinas

Cena foi flagrada por uma câmera de vigilância no Parque Cidade; segundo moradores, não seria a primeira vez...

Explicar o óbvio pode ser necessário para conter a pandemia

Nem sempre aquilo que parece óbvio de fato o é. Triste é ver que quem deveria se aprofundar no óbvio por vezes dá sinais...

Concessão judicial de benefícios do INSS em Campinas sobe 36% em quatro anos, diz levantamento

Variação é a maior entre as 10 cidades mais populosas das áreas de Campinas (SP) e Piracicaba (SP)....

No dia das mulheres, conheça a 'Rainha dos Insetos'

TG traz a história de Maria Sibylla Merian, mulher de destaque na ciência e nas artes que fez...
- Advertisement -