sábado, abril 17, 2021

Sem vagas até na rede particular, famílias recorrem à Justiça para tentar leitos UTI Covid: 'Ver o pai morrendo e não ter o que fazer'


Moradores de Sumaré e Valinhos são parte das pessoas que convive com a impotência de não conseguir transferência para parentes com quadros graves após infecção pelo novo coronavírus. Com hospitais lotados, famílias da região de Campinas recorrem à Justiça para pedir leitos
Infectado pelo novo coronavírus, o pai de Jéssica Andrade Colin está internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Macarenko, em Sumaré, (SP) desde 27 de fevereiro, mas precisa ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pela gravidade do caso. A falta de vagas tanto na rede pública quanto particular impede o tratamento indicado pelos médicos.
“O pulmão fechou e eles entraram com um bastante medicação para tentar reverter, mas não conseguiram. Ela está sedado, entubado e a médica falou que é decisivo no caso dele um leito de UTI, e na UPA não tem”, explica a filha.
Seis membros da família de Jéssica, inclusive ela, tiveram Covid-19, mas o caso mais grave é o do pai dela, que se chama Antônio Carlos Colin e tem 52 anos. Sem conseguir vaga, a mulher recorreu ao Ministério Público (MP) para tentar garantir o atendimento digno ao pai. Ainda não conseguiu.
“Me disseram que depois que o juiz notificar o estado de que meu pai precisa de leito de UTI com urgência, o estado tem 48 horas para disponibilizar a vaga. Enquanto isso a gente está tentando nos hospitais particulares e está tudo cheio”.
Morador de Sumaré, Antônio Carlos Colin, de 52 anos, precisa de internação em UTI, mas não há leitos disponíveis
Reprodução/EPTV
‘O desespero é ver o pai morrendo aos poucos e não ter o que fazer’
A situação desesperadora não é exclusiva de Jéssica. Em outra cidade da região de Campinas, Valinhos (SP), mais um filho batalha para conseguir vaga para o pai. Nesse caso, o paciente é Irineu Folegatti, de 73 anos, internado na UPA de Valinhos desde domingo (28).
“Se não tiver uma intubação, ele vai morrer aos poucos de falta de ar. Essa é minha indignação”, diz o filho, Claudio Folegatti.
Na batalha por salvar o pai, Claudio ouve do sistema público de saúde que não há vagas, apesar de uma médica dizer que é fundamental a transferência para um hospital. O caminho foi recorrer às unidades particulares, mas também não houve resposta positiva.
“Dramático, porque a gente com filho como filho, como família, não sabe o que fazer. A gente quer pagar, mas não tem vaga nem pagando. (…) O desespero da gente é esse, ver o pai morrendo aos poucos e não ter o que fazer”.
Irineu Alberto Folegatti está internado na UPA de Valinhos e precisa de intubação em UTI
Reprodução/EPTV
O que diz o estado?
Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde afirma que a Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (Cross) está monitorando os dois casos para auxiliar no processo de transferência.
“A Central funciona 24h por dia como mediadora de pedidos dos serviços de origem e os de referência, mas não é responsável por ‘liberar’ ou ‘criar’ vagas. Todo pedido de transferência é priorizado conforme o grau de urgência e monitorado por profissionais da Cross”, afirma o governo.
A rede hospitalar estadual exclusiva para Covid-19 registrou, até quarta-feira (3), ocupação de 79,4% em UTI e 56 % em enfermaria na região de Campinas. “Mesmo com estes percentuais, é fundamental reforçar as medidas de prevenção e respeitar as diretrizes do Plano São Paulo e do ‘toque de restrição’ apresentado pelo Governo de SP”.
Dor da perda
A devastação que a Covid-19 causa é sentida pela moradora de Paulínia (SP) Simone Ângela de Oliveira. Há cerca de sete meses, ela perdeu a mãe e um tio em intervalo de uma semana. Agora, convive com a internação do cunhado, há duas semanas.
“Não é fácil a gente enfrentar esse momento de novo”, resume.
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Ultimas Notícias

Médica sanitarista e ex-diretora de Saúde de Campinas, Maria Haydée morre aos 69 anos

Defensora da saúde pública, Haydée também atuou como presidente do Conselho Municipal...

Em um dia, Conexão Solidária arrecada 163 toneladas de alimentos nas regiões de Campinas e Piracicaba

Terceira etapa da campanha organizada pela EPTV e prefeituras ocorreu neste sábado. Doações serão destinadas às famílias em...

Operação toque de recolher fecha 12 estabelecimentos e lacra 1 em Campinas nesta sexta

Balanço divulgado neste sábado (17) pela prefeitura mostra que, de 18 de março, data em que as fiscalizações...

Acidente em Valinhos deixa 5 feridos e mobiliza bombeiros de três cidades

Colisão entre dois veículos ocorreu na Estrada dos Jequitibás. Vítimas, dentre elas uma mulher que estaria grávida, foram...

Covid-19: cresce em 27% o número de vacinas em fase final de estudos

A corrida para o desenvolvimento de vacinas contra Covid-19 teve um aumento de 27% em novos antígenos em etapa final de testes — a...
- Advertisement -