segunda-feira, abril 12, 2021

Unicamp identifica variante brasileira do coronavírus em 4 moradores de Campinas


Pacientes são de três regiões diferentes da cidade. Departamento de Vigilância em Saúde afirma que comprovação de que variantes estão em circulação no município reforça necessidade de isolamento. Exame Covid-19
Odair Leal/Secom
Um laboratório da Unicamp identificou a variante brasileira do novo coronavírus, a P.1, em quatro moradores de Campinas (SP). Segundo a prefeitura. são pessoas que moram em três regiões diferentes da cidade e que têm idades entre 28 e 69 anos.
A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea Von Zuben, afirma que a comprovação da presença da variante na cidade reforça a necessidade da população manter e ampliar os cuidados sanitários.
Um estudo do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP) aponta que a P.1 é capaz de driblar o sistema imune de indivíduos já infectados pela Covid-19 e causar uma nova infecção, além de poder ser até 2,2 vezes mais transmissível.
O sequenciamento dos vírus encontrados no corpo dos pacientes foi feito pelo Laboratório de Estudos de Vírus Emergentes do Instituto de Biologia da Unicamp, sob responsabilidade do professor José Modena.
Variante brasileira atinge 64% dos infectados em SP, aponta prefeitura
Pacientes se recuperaram
Os pacientes contaminados com a variante, dois homens e duas mulheres, passaram por isolamento e se recuperaram. Um homem de 55 anos, morador na região norte da cidade, apresentou sintomas da Covid-19 em 25 de janeiro. Uma jovem de 28 anos, também da região norte, começou a ter sintomas no dia 10 de fevereiro.
Outro homem, de 69 anos, que vive na região sul, teve os sintomas iniciais em 27 de janeiro. Além dele, uma mulher de 34 anos, da região leste, apresentou as primeiras mazelas da doença em 31 de janeiro.
Primeiro caso
Em 15 de fevereiro, a Secretaria de Saúde de Campinas confirmou o primeiro caso da variante P.1 na cidade. Trata-se de uma idosa de 78 anos que chegou em Campinas no dia 14 de janeiro, num voo direto de Manaus (AM).
A mulher desembarcou já com sintomas da Covid-19. O caso foi identificado pelas autoridades de saúde do Aeroporto Internacional de Viracopos, a mulher foi levada direto para uma unidade de saúde e depois internada em um hospital da rede particular, onde permaneceu até dia 25 de janeiro.
O sequenciamento neste caso foi feito pelo Instituto Butantan, na capital. Depois disso, a secretaria municipal enviou pelo menos outros 32 pedidos de sequenciamento do vírus retirado de pacientes com sintomas graves ou de casos de reinfecção.
PLAYLIST: tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Ciclista fica ferido após ser atingido por moto e arremessado em Campinas

Acidente aconteceu na tarde deste domingo (11), na Avenida John Boyd Dunlop. Homem...

Indaiatuba abre inscrições para apresentações culturais virtuais; artistas receberão R$ 750

Interessados precisam ter 18 anos ou mais e apresentar comprovante de endereço fixo na cidade. Materiais selecionados serão...

PATs da região de Campinas ofertam 324 vagas de emprego nesta segunda-feira; veja cargos

Relação inclui postos para diversos níveis de escolaridade e oportunidades exclusivas para PCDs. Em virtude da pandemia, unidades...

Moto fica partida após condutor atingir traseira de carro na Bandeirantes, em Campinas

Acidente foi na noite de sábado (10), em pista norte. Motociclista teve lesões graves, diz polícia. Moto partiu...

Covid-19: ação em Campinas lacra bar com 60 clientes e coberto por lona para 'disfarçar' abertura

Ação conjunta da Guarda e PM no Jardim São Domingos ocorreu na noite de sábado (10), segundo prefeitura....
- Advertisement -