segunda-feira, maio 17, 2021

Viracopos recebe primeiro lote da vacina da Pfizer comprada pelo Brasil nesta quinta


Aeronave está programada para chegar às 19h no terminal de Campinas (SP) e, de acordo com o Ministério da Saúde, serão entregues às 27 capitais brasileiras entre sexta (30) e sábado (1°). Ficha técnica da Pfizer recomenda doses da vacina a cada 21 dias para maximizar sua eficácia.
Getty Images via BBC
O primeiro lote da vacina da Pfizer/BioNTech comprado pelo Brasil está previsto para chegar ao país nesta quinta-feira (29), em voo que tem como destino o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). Uma cerimônia às 19h marca a entrega da primeira remessa ao governo federal de um contrato para 100 milhões de doses.
A previsão é de entrega de 1 milhão de doses que foram produzidas na fábrica da Pfizer em Puurs, na Bélgica. Por conta do curto espaço de tempo e das exigências de armazenamento, o Ministério da Saúde informou que irá distribuir a vacina entre as 27 capitais do país de maneira proporcional e igualitária entre sexta-feira (30) e sábado (1º).
A vacina da Pfizer/BioNTech foi alvo de recusa e polêmicas dentro do governo federal. Ainda no ano passado, três ofertas formais para venda de 70 milhões de doses foram feitas pela empresa e ficaram sem resposta do Ministério da Saúde.
Ainda em dezembro, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, descartou a compra da vacina por causa da exigência de armazenamento em baixas temperaturas.
As doses da Pfizer precisam ser armazenadas em caixas com temperaturas entre -25°C e -15°C por, no máximo, 14 dias. Ainda no ano passado, a empresa disse ter desenvolvido uma embalagem especial com temperatura controlada que utiliza gelo seco para manter a condição de armazenamento recomendada.
Ao chegarem às salas de vacinação, as doses serão mantidas a uma temperatura que varia entre 2°C e 8°C, e precisam ser aplicadas na população em um período de até cinco dias.
Que vacina é essa? Pfizer Biontech
Histórico
A vacina foi a primeira a obter registro sanitário definitivo pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em fevereiro deste ano.
A atual remessa faz parte do acordo firmado entre o Ministério da Saúde e a farmacêutica em 19 de março. Ao todo, serão recebidas 100 milhões de doses de vacinas até o final do terceiro trimestre de 2021.
O imunizante pode ser aplicado em pessoas a partir de 16 anos de idade, em duas doses, com intervalo de 21 dias entre elas.
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Cidades da região de Campinas retomam vacinação contra Covid para grávidas e puérperas

Americana e Sumaré retomaram a imunização nesta segunda (17). Já Indaiatuba e Paulínia...

Filha de vítima de feminicídio em Piracicaba relata trauma do crime: 'saber que sou filha do assassino é difícil'

Crime ocorreu em 2019. Psicanalista diz que filhos de mulheres que foram mortas de forma violenta devem ter...

Santo Antônio de Posse aciona polícia após perder R$ 30 mil com furto de cabos que parou serviço de água; vídeo mostra crime

Câmera registrou momento em que furto é praticado por dois suspeitos, que ainda não foram localizados. Sem chuvas significativas há 71 dias,...

Trabalhar mais de 55 horas por semana aumenta risco de morte, diz estudo

O trabalho dignifica o homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...

Trabalhar demais pode matar do coração ou de AVC, diz estudo

O trabalho dignifica o Homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...
- Advertisement -