terça-feira, abril 13, 2021

Viracopos registra alta de 52% em fluxo de cargas e tem setor farmacêutico entre destaques


Aeroporto contabilizou movimentação de 24,8 mil toneladas em fevereiro, enquanto que no mesmo período de 2020 foram 16,2 mil. Terminal responde por 70% do faturamento. Terminal de cargas no Aeroporto de Viracopos, em Campinas
Aeroportos Brasil Viracopos
O Aeroporto Internacional de Viracopos encerrou fevereiro com alta de 52,4% no fluxo de cargas, em relação ao mesmo período de 2020, segundo dados divulgados pela concessionária administradora do terminal em Campinas (SP) nesta sexta-feira (12). Em meio à pandemia da Covid-19, o setor farmacêutico é indicado como um dos destaques na movimentação durante o período avaliado.
Ao longo do mês, o terminal contabilizou 24,8 mil toneladas de produtos importados e exportados, enquanto que em fevereiro de 2020 foram 16,2 mil. A concessionária não informou quanto o setor farmacêutico representa na balança comercial, e indica que outros setores também influenciaram os resultados: químico metal-mecânico, vestuários, autopeças e tecnologia, além de operações internas.
“Viracopos é o maior em importação de carga aérea do país, movimentando em torno de 40% de toda a carga aérea que chega ao Brasil. Em 2020, por exemplo, a participação do aeroporto foi de 38% no volume de cargas de importação aérea no Brasil”, informa a nota da assessoria.
O terminal de cargas responde por 70% do faturamento do aeroporto e é uma das portas de entrada por via aérea para recebimento de vacinas e insumos para produção de imunizantes contra a Covid-19. Os valores, entretanto, não são mencionados pela concessionária.
Fluxo de cargas
Importações (fevereiro 20/fevereiro 21): o total de cargas movimentadas passou de 8,1 mil toneladas para 10,9 mil toneladas, o que representa um aumento de 34,6%;
Exportações (fevereiro 20/fevereiro 21): a quantidade de cargas movimentadas foi de 4,7 mil toneladas para 6,5 mil toneladas, o que significa um acréscimo de 37,7%;
Cargas nacionais: o total de produtos que passaram pelo terminal em Campinas subiu de 3 mil para 6,8 mil toneladas, variação equivalente a 130%;
Remessas expressas: a quantidade de itens em circulação pela estrutura na metrópole foi de 362kg para 494 kg.
Em 4 de fevereiro, a estrutura recebeu uma carga de insumos para produção de 8,6 milhões de doses da CoronaVac. O material foi enviado ao Instituto Butantan, em São Paulo. No ano passado, o aeroporto recebeu respiradores, máscaras, testes e 5,5 milhões de vacinas contra Covid-19.
Histórico
Em janeiro, 23,5 mil toneladas de cargas passaram por Viracopos, número que representa crescimento de 56% sobre as 15,1 mil toneladas verificadas no mesmo mês de 2020. No ano passado, apesar da pandemia, o aeroporto registrou o melhor resultado anual desde início da gestão pela iniciativa privada.
VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.

Ultimas Notícias

Região de Campinas tem 51 mil aptos à tarifa social de energia, mas que estão fora do cadastro

Levantamento mostra que famílias que se enquadram nos critérios do benefício deixam de...

Após semanas lotados, hospitais privados de SP têm queda nas internações

A pandemia do coronavírus parece apresentar sinais de melhora no estado de São Paulo. Na sexta-feira, 9, o secretário da Saúde, Jean Gorinchteyn, revelou...

Campinas registra déficit de 12 mil doses de vacina contra a Covid para profissionais da saúde

Secretaria de Saúde enviou ofício pedindo o envio de mais doses, além de destacar que possui capacidade para...

Caminhão perde freio e atinge postes e muro de casa em Campinas

De acordo com a Polícia Militar, ninguém ficou ferido durante a ocorrência na Vila Aeroporto. Caminhão perdeu o...

Lentidão na aplicação de doses lota posto de imunização contra Covid-19 em Campinas

Prefeitura afirma que sistema de agendamento apresentou instabilidades, o que gerou espera. Morador relata demora de até uma...
- Advertisement -