sábado, junho 12, 2021

O que Os Delírios de Consumo de Becky Bloom nos ensina sobre o consumismo?

A empresária Deise Zuqui é uma amante da sétima arte e dentre seus filmes preferidos, está a comédia romântica, lançada em 2009, Os Delírios de Consumo de Becky Bloom. O filme conta a história de uma mulher viciada em compras: Rebecca Bloomwood. Mais conhecida por seu apelido, a talentosa Becky Bloom gasta todas as finanças em roupas e sapatos que, na grande maioria das vezes, não usa. Dessa forma, configura um estado de oniomania: alguém viciado em comprar produtos de forma impulsiva e incontrolável.

A protagonista possui um desejo lancinante de compras, ao passar pelas vitrines das lojas, os manequins a seduzem e a convidam para entrar, mostram um mundo de possibilidades e ostentação, em que Becky sempre cede ao desejo de comprar. Dessa maneira, a redatora acaba se afundando em dívidas e mais dívidas, pois compra sem poder pagar. 

Nesse sentido, há diversos apontamentos no filme que fazem referência ao consumo exagerado, estratégias de marketing das empresas e outros elementos presentes em nossa sociedade. Dessa forma, a fashionista Deise Zuqui entra em ação para elucidar conceitos e ideias sobre o consumo exagerado x minimalismo.

Ademais, ao longo da narrativa ela se apaixona, atinge o emprego dos sonhos e consegue quitar suas dívidas, mas para isso, ela precisou formular um bazar no qual vende praticamente todas as suas roupas para tal feito. 

O filme mostra diferentes nuances do processo de compra, nele é possível enxergar a diferença entre necessidade e desejo, pois a senhorita Bloomwood compra por impulso peças que ela deseja, mas não necessita. “Dessa maneira, há uma intersecção entre a compra e esses fatores”, enfatiza Deise Zuqui.

Como dito anteriormente, acerca das estratégias de marketing que as empresas adotam, são capazes de influenciar fortemente as decisões das pessoas, fazendo com que as tornem em compradores.

Levados em consideração os levantamentos acima, urge um aprofundamento acerca do minimalismo e dos seus benefícios para as pessoas. Com toda a influência da mídia e do marketing das empresas, adotar um estilo de vida minimalista, sem a compulsão por adquirir coisas, transforma a vida mais leve, complementa Deise Zuqui acerca das vantagens do minimalismo.

Além do benefício para com o meio ambiente, adotar práticas minimalistas garante uma sensação de liberdade maior, pois você se encontra como uma pessoa que possui controle sobre sua vida e seus desejos, fazendo com que, assim, não haja compras impulsivas e consequentes gastos desnecessários.

“Além disso, não acumular coisas traz uma sensação de organização maior, menos estresse e mais sossego”, relata Deise Zuqui. Por isso, as vantagens em adotar um estilo de vida minimalista são inúmeras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Ultimas Notícias

Base Estelar de Campinas faz convenção de ficção científica neste sábado

Grupo de fãs do gênero, em parceria com a prefeitura, transmite o evento...

Incêndio destrói parte de supermercado em Paulínia

Fogo começou em um galpão e se espalhou por toda a unidade da Rede Pague Menos. Ninguém ficou...

Campinas faz 3º Dia D de vacinação contra Covid-19 com previsão de imunizar 26,8 mil pessoas

Agendamento foi aberto na segunda-feira e não há mais vagas disponíveis. Aplicação das doses será feita nos Centros...

Amigos fazem poesias e ilustrações para homenagear as aves do Brasil

No Dia dos Namorados, uma história de declaração de amor à natureza. Confira a história do projeto de...

Queiroga diz que 160 milhões serão vacinados até dezembro no Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta sexta-feira, 11, em São Paulo, que 160 milhões de brasileiros serão vacinados contra a Covid-19 até...
- Advertisement -