quarta-feira, fevereiro 24, 2021

Bolsonaro mantém aprovação em 38% e lidera corrida presidencial para 2022, mostra XP/Ipespe

SÃO PAULO – Apesar do agravamento da pandemia de covid-19 e da percepção majoritariamente negativa do eleitor sobre a gestão da crise por parte do governo federal, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) manteve praticamente inalterado seu patamar de aprovação. É o que mostra a rodada de dezembro da pesquisa XP/Ipespe.

Segundo o levantamento, 38% dos entrevistados avaliam a atual administração como ótima ou boa. Já 35% a classificam como ruim ou péssima. Os dois grupos oscilaram positivamente 1 ponto percentual em relação à fotografia de novembro. Outros 25% consideram a gestão regular – 3 pontos percentuais abaixo no mesmo comparativo.

A pesquisa ouviu 1.000 eleitores entre os dias 7 e 9 de dezembro por meio de entrevistas telefônicas conduzidas por entrevistadores. A margem de erro máxima é de 3,2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

De acordo com o levantamento, 40% acreditam que o restante do mandato de Bolsonaro será ótimo ou bom – oscilação positiva de 3 pontos percentuais em relação ao mês anterior e mesmo patamar registrado em agosto. Outros 33% esperam uma gestão ruim ou péssima, ante 35% em novembro.

As perspectivas favoráveis contrastam com o aumento da preocupação dos brasileiros com a pandemia do novo coronavírus. Para 77%, o Brasil irá enfrentar uma segunda onda da doença. O percentual dos que se dizem com um pouco ou muito medo agora soma 76% dos entrevistados, e 48% acreditam que o pior ainda está por vir. E 48% avaliam negativamente a atuação de Bolsonaro durante a crise.

Mesmo criticado sobre a forma como tem atuado frente à pandemia, Bolsonaro é visto pelos eleitores como melhor do que seus três antecessores imediatos: Michel Temer (44% a 23%), Dilma Rousseff (48% a 31%) e Lula (44% a 36%). Já em relação ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o mandatário aparece numericamente atrás, mas em situação de empate técnico: 35% contra 36%.

Para a maioria (26%), a área em que o governo Bolsonaro se saiu pior foi a saúde, seguida pelo meio ambiente (11%). No sentido oposto, combate à corrupção (14%) e economia (14%) foram apontadas como as melhores – embora a primeira tenha sofrido um tombo de 7 pontos percentuais em relação a dezembro do ano passado.

Eleições

Os entrevistados também foram questionados sobre intenção de voto para a corrida presidencial de 2022. Como ainda faltam dois anos para o pleito, não há clareza sobre as candidaturas e como os partidos se movimentarão até lá. As eleições também seguem distantes do imaginário popular.

No cenário espontâneo, em que o eleitor aponta seu candidato sem que nomes sejam apresentados pelo entrevistador, Bolsonaro lidera com 24% das indicações. Ele é seguido pelo ex-presidente Lula (6%), pelo ex-ministro Ciro Gomes (3%) e pelo ex-prefeito Fernando Haddad (2%). O ex-juiz federal Sérgio Moro é citado por 1%, enquanto 54% não responderam e 7% apontaram voto em branco ou nulo.

Já em uma simulação estimulada, Bolsonaro aparece com 29% das intenções de voto. Ele é seguido por quatro possíveis candidatos em situação de empate técnico: Haddad (12%), Moro (11%), Ciro (9%) e o apresentador de televisão Luciano Huck (7%).

Apontado como uma das surpresas nas eleições municipais, o líder dos sem-teto Guilherme Boulos é citado por 5%, 1 ponto percentual a mais que o governador paulista João Doria. O empresário João Amoêdo (3%) aparece logo atrás, seguido pelo ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (2%). Todos eles também estão em situação de empate técnico.

Outros 19% disseram que votariam em branco ou anulariam o voto nesta simulação se o pleito fosse hoje.

Foram feitas seis simulações de segundo turno. Nas cinco em que seu nome é testado, Bolsonaro lidera: contra Lula (45% a 35%), Huck (40% a 33%), Ciro (43% a 36%), Boulos (47% a 31%) e Moro (36% a 34%) – neste último caso, em condição de empate técnico.

Em outra simulação, Moro derrotaria Haddad por 45% a 27%.

Receba o Barômetro do Poder e tenha acesso exclusivo às expectativas dos principais analistas de risco político do país

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Bolsonaro mantém aprovação em 38% e lidera corrida presidencial para 2022, mostra XP/Ipespe appeared first on InfoMoney.

Ultimas Notícias

Agentes apreendem droga sintética escondida na sola de tênis enviado ao CPP de Campinas

O calçado foi enviado pelos Correios supostamente pelo pai de um de um...

Campinas registra 88,4% de ocupação em UTIs Covid e SUS municipal segue com vagas só para grávidas

Balanço aponta que 252 das 285 estruturas estão ocupadas; há 33 instalações de terapia intensiva exclusivas para coronavírus...

Campinas registra mais 10 mortes por Covid-19 e chega a 1.836

Com sistema do Ministério da Saúde fora do ar, boletim desta quarta (24) informa que foi possível notificar...

Frente de prefeitos diz que negocia direto com farmacêuticas vacinas de Covid para reforçar plano nacional de imunização

Presidente da entidade, Jonas Donizette disse que mira Sputnik e Pfizer. Laboratório americano afirmou que só negocia com...

Polícia Civil prende fazendeiro suspeito de roubar 40 cabeças de gado em Santo Antônio de Posse

Animais foram levados de cinco lotes vizinhos à fazenda onde o homem reside com a irmã. Ele também...
- Advertisement -