segunda-feira, março 1, 2021

Bolsonaro pretende elevar isenção do IR para R$ 3 mil em 2022 e diz que governo não elevará impostos

Bolsonaro acena e sorri durante discurso em Eldorado

O presidente da República, Jair Bolsonaro afirmou, em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira (14), que pretende elevar a isenção do Imposto de Renda para todos que ganhem até R$ 3 mil por mês no próximo ano, depois de reiterar que não foi possível mexer na tabela do IR em 2020 devido aos impactos econômicos da pandemia de Covid-19.

Bolsonaro disse que gostaria de encerrar o mandato com isenção de IR para todos que ganham até R$ 5 mil mensais, mas reconheceu que não será possível. “Vamos tentar pelo menos em 2022 passar para 3 mil”, disse Bolsonaro em transmissão semanal ao vivo nas redes socais. “Não conseguimos levar adiante a mudança da tabela do Imposto de Renda por causa da pandemia.”

Atualmente, a isenção do Imposto de Renda vale para quem recebe até R$ 1.903,98 mensais.

Bolsonaro ainda reforçou que o governo federal não tem planos de aumentar impostos federais. Ele criticou o aumento “em plena pandemia” do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) realizado em São Paulo. “No meu governo não temos aumento de imposto federal”, declarou o presidente.

Ele destacou que a medida tem o aval do ministro da Economia, Paulo Guedes. O presidente citou ainda que costuma ser responsabilidade pelo aumento de preços de produtos no País, mesmo que sejam aumentos localizados. “São Paulo aumentou o ICMS em quase tudo”, destacou o presidente.

Uma lei aprovada em outubro pela Assembleia Legislativa (Alesp) havia autorizado a redução linear de 20% nos benefícios fiscais concedidos a setores da economia. Por conta da pandemia, no último dia 6, o governo de São Paulo, suspendeu a redução de benefícios no ICMS para alimentos e remédios genéricos.

Em comparação, Bolsonaro citou que o governo federal diminuiu impostos e alíquotas de importação, como para produtos de combate a covid-19.

Segundo Bolsonaro, o seu governo “fez sua parte” durante a crise sanitária do novo coronavírus. “O governo federal fez tudo para ajudar no combate à pandemia”, disse.

O presidente voltou a criticar as medidas de restrições para combate à covid-19. Ele afirmou que não foi responsável por ações de fechamento e que o papel do Executivo consistiu em garantir “recursos e meios” para Estados e municípios.

(Com Agência Estado e Reuters)

Quer fazer da Bolsa sua nova fonte de renda em 2021? Série gratuita do InfoMoney mostra o passo a passo para se tornar um Full Trader – clique para assistir!

The post Bolsonaro pretende elevar isenção do IR para R$ 3 mil em 2022 e diz que governo não elevará impostos appeared first on InfoMoney.

Ultimas Notícias

Coronavírus: prefeituras da região de Campinas confirmam novos casos nesta segunda, 1º de março

Veja números de pessoas infectadas e de óbitos pela doença em cada cidade....

Conheça a tiriba-grande, ave inofensiva que é 'manchada de sangue'

Espécie da mesma família das araras, papagaios e periquitos encontra-se ameaçada de extinção. A tiriba-grande é a mais...

Últimas notícias de coronavírus na região de Campinas em 1 de março de 2021

Veja a atualização em cada município da área de cobertura do G1. Confira as últimas notícias sobre o...

Shoppings reduzem horários de funcionamento após Campinas regredir para fase laranja

Estabelecimentos podem funcionar por até oito horas diárias, a partir desta segunda. Plano SP determina ainda capacidade de...

Covid-19: Campinas começa a vacinar 13 mil idosos com mais de 80 anos

Agendamento para imunização a partir desta segunda (1) teve início na manhã de sábado, pela internet, e moradores...
- Advertisement -