terça-feira, março 9, 2021

A estratégia de SP para acelerar o aval da CoronaVac na Anvisa

Em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, 7, o governo do Estado de São Paulo anunciou que fará dois pedidos de liberação da CoronaVac — vacina desenvolvida pela farmacêutica Sinovac Life Science em parceria com o Instituto Butantan. Trata-se do pedido de registro comum e do pedido de autorização emergencial, estabelecido pela agência recentemente.

A rapidez na autorização é fundamental para que iniciem-se as vacinações no dia 25 de janeiro de 2021, como prometeu Doria nesta segunda.

De acordo com Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, o centro de imunizantes pedirá a liberação do fármaco por meio dos dois procedimentos. “Esperamos que haja rapidez na avaliação”, disse. “Nós daremos todos os elementos para a nossa Anvisa para ela se pronunciar o mais rapidamente possível”, disse.

O protocolo de autorização emergencial prevê vacinação de um grupo prioritário, de forma gratuita, com rígido controle da agência que poderá suspender o aval a qualquer tempo, obrigando o laboratório a recolher as doses de imediato, caso ocorra qualquer episódio grave. Ainda não se sabe, no entanto, quanto tempo se dará essa avaliação do pedido emergencial. É sabido que o registro oficial  — que permite vacinação em massa — tem prazo máximo de avaliação em até sessenta dias, mas técnicos ligados à pasta já afirmaram a intenção de dar seu aval aos imunizantes em até 30 dias (ou reprová-los, claro).

Doria não disse em qual data os pedidos serão protocolados na agência de controle de saúde. A eficácia do medicamento, conforme previamente anunciado, deve sair até dia 15 deste mês.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

GM de Campinas recebe 400 chamados de desrespeito à fase vermelha no fim de semana

Ação conjunta dos órgãos de fiscalização autuou nove comércios por descumprir medidas sanitárias....

Covid-19: Edson, da dupla com Hudson, é transferido para UTI em SP

Sertanejo estava internado em leito clínico de hospital em Indaiatuba, mas teve uma piora do quadro clínico e...

Covid-19: municípios da região de Campinas pedem ajuda a vizinhos para evitar colapso na saúde

Com UTIs lotadas e escalada de casos, cidades enfrentam pressão nos hospitais, falta de respiradores e aumento no...

Covid-19: cidade de São Paulo chega a 1 milhão de vacinas aplicadas

A prefeitura da cidade de São Paulo, a maior capital do país em número de habitantes, projetou que chegará ao primeiro milhão de doses...

Nº de municípios interessados em consórcio por vacina cresce 27%; são 2.172 adesões, diz FNP

Frente Nacional de Prefeitos havia divulgado lista final na sexta (5), com 1.703 inscrições, mas total de prefeitos...
- Advertisement -