segunda-feira, maio 17, 2021

Anvisa refuta acusações e mostra documentos sobre a vacina Sputnik V

A Anvisa refutou, na tarde desta quinta-feira, 29, as acusações feitas pelo fabricante da vacina Sputnik V de “espalhar informações falsas e imprecisas intencionalmente” sobre a presença de adenovírus replicante no imunizante. A agência afirmou que todas as informações utilizadas em sua decisão para não autorizar a importação do imunizante foram baseadas em materiais fornecidos pelo próprio desenvolvedor.

“A Anvisa foi acusada de mentir, de atuar de maneira antiética e de produzir fake news sobre a identificação do adenovírus replicante em documentos que tratam da vacina Sputnik v, objeto da decisão que não autorizou a importação excepcional da vacina para uso em nossa população. […] A diretoria colegiada da Anvisa, atendendo estritamente ao interesse público sobre as vacinas contra a Covid-19, esclarece que as informações sobre a presença de adenovírus replicantes constam dos documentos entregues à Anvisa pelo desenvolvedor da vacina Sputnik V”, disse o diretor-presidente da instituição, Antonio Barra Torres.

A declaração da agência ocorreu após o fabricante da vacina russa declarar que iria iniciar um processo judicial de difamação contra a Anvisa por ter feito “declarações incorretas e enganosas sem ter testado a vacina”. A presença de RCAs, sigla para adenovírus capaz de reprodução, na vacina foi um dos principais motivos citados pela agência para negar a importação do produto. No entanto, o fabricante afirma que “nenhum RCA está presente, e apenas vetores não replicantes são usados ​​com E1 deletado” e acusa a agência de ter desconsiderado um ofício enviado pelo Instituto Gamaleya, desenvolver da vacina, sobre o assunto.

Ultimas Notícias

Cidades da região de Campinas retomam vacinação contra Covid para grávidas e puérperas

Americana e Sumaré retomaram a imunização nesta segunda (17). Já Indaiatuba e Paulínia...

Filha de vítima de feminicídio em Piracicaba relata trauma do crime: 'saber que sou filha do assassino é difícil'

Crime ocorreu em 2019. Psicanalista diz que filhos de mulheres que foram mortas de forma violenta devem ter...

Santo Antônio de Posse aciona polícia após perder R$ 30 mil com furto de cabos que parou serviço de água; vídeo mostra crime

Câmera registrou momento em que furto é praticado por dois suspeitos, que ainda não foram localizados. Sem chuvas significativas há 71 dias,...

Trabalhar mais de 55 horas por semana aumenta risco de morte, diz estudo

O trabalho dignifica o homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...

Trabalhar demais pode matar do coração ou de AVC, diz estudo

O trabalho dignifica o Homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...
- Advertisement -