quinta-feira, março 4, 2021

CoronaVac: os motivos de adiamento do pedido de uso emergencial

Uma dúvida no cálculo da eficácia da CoronaVac, vacina desenvolvida pela Sinovac Life Science em parceria com o Instituto Butantan fez com que o laboratório desistisse de protocolar nesta quinta-feira, 7, o pedido de uso emergencial do medicamento no país, dizem fontes ligadas ao processo. O governo de São Paulo, porém, garantiu ao longo do dia de hoje que o pedido será feito na sexta-feira, 8.

Conforme VEJA antecipou, especialistas envolvidos nos trâmites afirmaram que os cálculos apresentados no estudo não correspondem aos 78% de eficácia apresentados pela farmacêutica chinesa. O dado publicado hoje, na realidade, seria um desfecho secundário, feito em um subgrupo do total de pessoas que participaram do estudo. A estimativa de 100% de eficácia em casos graves também está atrelada a um grupo menor.

O número global de eficácia — fundamental para a entrada de documentos junto à Anvisa —  e que contabiliza a eficiência do medicamento em todos os vacinados no estudo de fase 3, seria menor. Técnicos do Butantan devem conversar com a Sinovac nas próximas horas para alinhar a questão. A eficácia global, no entanto, não está abaixo dos 50% exigidos pela agência para conceder a aprovação. Portanto, ainda com a revisão dos números seria possível protocolar o pedido e vacinar os brasileiros.

De acordo com o Instituto Butantan, a vacina tem 78% de eficácia em casos sintomáticos e 100% de eficácia em casos graves. O instituto de referência em imunizantes não apresentou como foi feito o cálculo da eficácia em coletiva de imprensa realizada hoje. Esse cálculo foi tradicionalmente apresentado por outras farmacêuticas que apresentaram dados de eficácia de vacinas contra a Covid-19.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Toxina de taturana é usada em pesquisas na área médica e farmacológica

Espécie 'Megalopyge albicollis', também chamada de lagarta-de-fogo é encontrada em vários jardins; contato com humanos pode causar...

Polícia Federal apreende cerca de 400 mil cigarros contrabandeados no Terminal Central de Campinas

Uma pessoa que trabalhava no local está sendo ouvida pela Polícia Federal. Polícia Federal apreende 400 mil cigarros contrabandeados em Campinas A...

Covid-19: Campinas define abertura de 30 leitos no Hospital Metropolitano até segunda-feira

Administração diz que pacote inclui 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria na unidade particular que está sob intervenção. Governo ainda...

Pai de menina de 13 anos morta por síndrome pós-Covid alerta que filha não teve sintomas de coronavírus: 'Se importem'

Paulo César Santos, de 50 anos, afirma que família contraiu Covid-19 entre dezembro e janeiro, mas que a...
- Advertisement -