sábado, março 6, 2021

Coronavírus é presença garantida no desfile das campeãs do Carnaval

Neste ano, em que as escolas de samba não desfilaram, a campeã do Carnaval foi a Covid-19. Ninguém se aglomerou nos sambódromos, mas não faltou multidão em bares, ruas e casas de festas pelo Brasil. Nos bailes sem máscara, ninguém conseguiu disfarçar o que é de verdade: ser humano nota zero no quesito civilidade.

Muitos brasileiros preferiram ficar em casa, mas, mesmo assim, tomaram ivermectina, pra não perder o costume de torturar o próprio fígado. E neste Carnaval já se completam dois anos que Bolsonaro perguntou o que era golden shower. Tempo bom. Hoje o presidente tentaria usar golden shower para curar a Covid-19.

Publicado em VEJA de 24 de fevereiro de 2021, edição nº 2726

Ultimas Notícias

Curso preparatório para colégios técnicos oferece 80 vagas em Campinas; veja como se inscrever

Inscrições devem ser feitas até 30 de março na sede do Grupo Primavera,...

Espírito Santo do Pinhal descumpre decreto estadual e abre comércio não essencial na fase vermelha

Decisão foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (5). Administração do município justificou que medida foi tomada para...

Consórcio para comprar vacinas contra Covid tem lista com 22 adesões na região de Campinas, e 9 cidades fora; veja explicações

Dados consideram relação consolidada pela FNP, que coordena iniciativa para buscar imunizantes. Presidente da frente, Jonas Donizette diz...

Após período de queda, ritmo de vacinação aumenta 35% no país

Após uma semana de queda constante, o ritmo da vacinação no Brasil está em aceleração. Entre 1 e 4 de março, a média móvel...

Fase vermelha não altera índice de isolamento e prefeito de Campinas faz apelo à população

Dário Saadi ressalta quadro de 'quase colapso' do sistema de saúde e pede que moradores cumpram o que...
- Advertisement -