quinta-feira, fevereiro 25, 2021

Covax: Brasil deve receber 10,6 milhões de doses de vacina no 1º semestre

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta quarta-feira, 3, uma previsão de distribuição de vacinas do consórcio internacional Covax para o primeiro semestre deste ano. Com base na publicação, o Brasil deve receber 10.672.800 de doses prontas da vacina de Oxford-AstraZeneca. O consórcio ainda não deu detalhes sobre como será a entrega, se o quantitativo chegará todo de uma vez ou em etapas.

A estimativa é que a distribuição comece no final de fevereiro. Um imunizante só pode ser fornecido pelo consórcio após ser incluído na lista de uso emergencial da OMS, o que ainda não aconteceu com a vacina de Oxford-AstraZeneca. De acordo com o balanço mais recente da entidade, a autorização está prevista para a segunda metade de fevereiro. Até o momento, apenas a vacina contra Covid-19 da Pfizer-BioNTech foi incluída na lista.

Neste primeiro semestre, vacinas provenientes de três fabricantes serão entregues: 240 milhões de doses da vacina AstraZeneca/Oxford produzidas pelo Instituto Serum, na Índia; 96 milhões de doses da vacina AstraZeneca/Oxford produzidas pela AstraZeneca e pela biofarmacêutica sul-coreana SK Bioscience; e 1,2 milhão de doses da vacina Pfizer-BioNTech, previstas para o primeiro trimestre. O Brasil e outros 80 países receberão doses provenientes da AstraZeneca ou da SK Bioscience.

O Covax ressaltou no documento que a projeção pode mudar, já que depende de uma série de fatores, incluindo disponibilidade das vacinas, inclusão na lista de uso de emergência da OMS, aceitação dos países e questões de logística.

O Covax Facility é um consórcio de mais de 150 países, incluindo Brasil, criado para acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas contra a Covid-19 e garantir o acesso justo e equitativo para todos os países do mundo. A iniciativa é liderada pelo CEPI, GAVI e pela OMS.

A contribuição do Brasil na aliança prevê, de acordo com o Ministério da Saúde, o recebimento de 42 milhões de doses de vacinas. Esse total seria suficiente para a cobertura de 21 milhões de pessoas, considerando que a maioria das vacinas precisa de duas doses.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

SP: pessoas acima de 60 anos podem receber doses remanescentes de vacinas

Dada a escassez de imunizantes na atual campanha de imunização contra Covid-19, cada dose de imunizante é extremamente valorizada...

Unicamp lança aplicativo e site para explicar temas relacionados à saúde para adolescentes

Projeto foi desenvolvido por professores e alunos e busca abordar de forma simples problemas comuns enfrentados pelos jovens....

Campinas registra mais 21 mortes por Covid-19 e chega a 1.857; casos ultrapassam 69 mil

Dados divulgados pela prefeitura na tarde desta quinta (25) indicam mais 667 moradores infectados. Material de realização de...

Faculdade de Campinas promove palestra gratuita online sobre Alzheimer

Bate-papo com professores da área de saúde da instituição acontece nesta sexta-feira, às 17h30. A Faculdade Anhanguera...

Campinas tem 84,7% de UTIs Covid ocupadas e SUS municipal com vagas só para grávidas

Balanço aponta que 239 das 282 estruturas das redes pública e privada estão ocupadas; há 43 vagas exclusivas...
- Advertisement -