segunda-feira, abril 12, 2021

Covid-19: como a vacinação irá aumentar em 30% nos próximos dias

Recentemente, o Ministério da Saúde anunciou que estados e municípios poderiam zerar o estoques de vacinas reservados para segunda dose da CoronaVac. Entram na nova regra o total de cerca de 4,5 milhões de doses liberadas no último domingo, 21, outras cerca de 2 milhões de doses que já haviam sido enviadas, mas estavam guardadas nos estados.

Considerando que este incremento representa 42% do total de doses disponibilizadas neste mês, em que as médias diárias de aplicação de aplicação foram de 290.000 doses, é possível estimar que a liberação tenha um impacto médio de 121.000 aplicações por dia, um número que aumentaria em 26% o registro atingido atual. O impacto duraria ao longo dos próximos 50 dias.

Essa liberação por si só não será capaz de chegar à cota de 1 milhão de doses diárias prometidas recentemente pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Tomando como referência a média atual, seria necessário mais do que dobrar a disponibilização de doses para que a medida se cumpra.  Um cenário menos nebuloso deve ser atingido em abril, para quando estão previstas a entrega de 34,5 milhões de doses, considerando as já garantidas — a do Butantan e da Fiocruz. Sem atrasos e maiores reduções de cota, o valor então será suficiente para vacinar 1 milhão de pessoas por dia.

A primeira vista, a decisão do governo de transferir para a primeira dose as vacinas reservadas para a segunda pode causar receio, uma vez que a imunização se dá somente após a aplicação de duas doses — e a falta de antígenos para a segunda etapa, portanto, pode significar a perda do esforço empenhado na primeira dose.

Porém, para respeitados especialistas em imunização, a liberação desse estoque pode significar uma boa notícia para o Programa Nacional de Imunização. “Esse tipo de decisão só deve ser tomada mediante segurança de entrega dos próximos lotes. Ainda que não saibamos detalhes do cronograma do Ministério da Saúde, este é um sinal de que eles conseguem enxergar avanços no programa e analisam que a entrega das próximas doses é garantida”, diz o infectologista e presidente do departamento de imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria, Renato Kfouri.

É importante reafirmar que a decisão não significa extinguir de vez a aplicação da segunda dose, mas acelerar a vacinação com as doses que já estão reservadas nos estados e municípios para depois repor a cota que foi retirada. Em troca de mensagens com a reportagem de VEJA, o vice-presidente da Fundação Oswaldo Cruz, Marco Krieger, afirmou que “acelerar é importante, mas é preciso também garantir a disponibilidade da segunda dose”.

Em informe divulgado pelo Ministério da Saúde, a decisão foi tomada após “estabilização do cronograma de entregas”. A decisão atingiu somente um dos imunizantes em uso no Brasil, a CoronaVac — que conta com a janela de quatro semanas de pausa entre a primeira e segunda dose. Para a vacina de Oxford — com intervalo de até três meses entre as doses — sempre foi orientado que a totalidade das entregas fossem usadas em primeira dose.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Ciclista fica ferido após ser atingido por moto e arremessado em Campinas

Acidente aconteceu na tarde deste domingo (11), na Avenida John Boyd Dunlop. Homem...

Indaiatuba abre inscrições para apresentações culturais virtuais; artistas receberão R$ 750

Interessados precisam ter 18 anos ou mais e apresentar comprovante de endereço fixo na cidade. Materiais selecionados serão...

PATs da região de Campinas ofertam 324 vagas de emprego nesta segunda-feira; veja cargos

Relação inclui postos para diversos níveis de escolaridade e oportunidades exclusivas para PCDs. Em virtude da pandemia, unidades...

Moto fica partida após condutor atingir traseira de carro na Bandeirantes, em Campinas

Acidente foi na noite de sábado (10), em pista norte. Motociclista teve lesões graves, diz polícia. Moto partiu...

Covid-19: ação em Campinas lacra bar com 60 clientes e coberto por lona para 'disfarçar' abertura

Ação conjunta da Guarda e PM no Jardim São Domingos ocorreu na noite de sábado (10), segundo prefeitura....
- Advertisement -