segunda-feira, março 8, 2021

Doria cobra ‘grandeza’ de Bolsonaro em primeira fala após veto

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira, 21, em Brasília, o governador do estado de São Paulo, João Doria, fez diversas críticas à postura do presidente Jair Bolsonaro ao vetar a compra do imunizante desenvolvido pela farmacêutica chinesa Sinovac Life Science, em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo. Em um dos momentos, Doria chegou a cobrar “grandeza” ao presidente.

Doria ainda pediu “sentimento humanitário” de Bolsonaro e disse que desejava que “seus filhos, sua família e seus vizinhos e os brasileiros”, recebessem doses do imunizante. “A nossa guerra é contra o vírus, não é na política e não deve ser contra ninguém, temos que vencer o vírus”, afirmou.

O pronunciamento ocorre após Bolsonaro vetar a intenção de compra de 46 milhões de doses do imunizante de origem chinesa. A negativa ocorreu por meio de mensagens nas redes sociais. No documento assinado ontem, o preço estimado para cada dose é cotado em 10,30 dólares, algo em torno de 56 reais na cotação atual.

Ultimas Notícias

Campinas e Valinhos registram carreatas pedindo volta às aulas presenciais na fase vermelha

Apesar de liberadas pelo governo estadual, atividades presenciais em escolas públicas e particulares...

Covid-19: Regional de Campinas atinge maior média móvel de novas internações em 7 meses

Dados da Fundação Seade mostram que índice registrado neste domingo (7) é 39,4% maior que o aferido 14...

Coletivo de Hortolândia apresenta festival online de música; veja programação

Apresentações serão realizadas nos dias 7, 14 e 21 de março. Público pode acompanhar a transmissão gratuitamente pelo...

Polícia pede prisão temporária de suspeito de matar companheira a facadas em Águas de Lindóia

Diego Paiva, de 23 anos, foi ouvido e liberado no sábado; SSP informa que autoridade policial aguarda decisão...

O ranking das vacinas mais usadas no mundo

Pouco mais de um ano após o início da pandemia de coronavírus, 261 vacinas contra a Covid-19 estão em desenvolvimento. Destas, 79 estão na...
- Advertisement -