sexta-feira, fevereiro 26, 2021

Doria poderá suspender restrições do plano SP na quarta-feira

O governador de São Paulo João Doria anunciou nesta segunda-feira, 1º de fevereiro, que devido à melhora nos indicadores da pandemia, na quarta-feira 3, o governo vai anunciar alterações nas medidas adicionais do Plano SP, incluindo fase vermelha no final de semana.

“Com duas semanas consecutivas de retração no número de internações, caso o cenário se mantenha em queda, na próxima quarta-feira vamos anunciar suspensão das  restrições impostas pelo Plano São Paulo, relativas aos horários de funcionamento do comércio, shoppings, bares, restaurantes, inclusive aos finais de semana”, disse o governador, ressaltando que é necessário manter os cuidados.

A média diária de novas internações no estado caiu 8% na última semana de janeiro, de acordo com o governo. “Conseguimos regredir, pela segunda semana consecutiva, as taxas de ocupação inicialmente em 4% na terceira semana e 8% na quarta semana. Isso nitidamente mostra a redução do vírus em cada uma das regiões do estado. Também reduzimos a ocupação nos leitos de terapia intensiva”, explicou o secretário de estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

A alteração ocorre alguns dias antes do previsto. Inicialmente, o governador disse que essas medidas ficariam em vigor até 8 de fevereiro. A ocupação de leitos de UTI está em 68,5% no estado e 67,9% na grande São Paulo nesta segunda-feira, 1.

Vacinas

Doria anunciou também o governo chinês liberou o envio de mais 5.600 litros de insumo para a produção da CoronaVac, pelo Instituto Butantan. O ingrediente farmacêutico ativo (IFA) deverá chegar ao Brasil até o dia 10 de fevereiro e é suficiente para fabricar 8,7 milhões de doses.

O quantitativo é adicional aos 5.400 litros que chegam à São Paulo na noite da próxima quarta-feira, 3, e permitem a produção de 8,6 milhões de vacinas. “Isso nos permite prover a partir de 25 de fevereiro e, na sequência, liberando em torno de 600.000 doses por dia, até atingir o total de 17,3 milhões doses em março”, disse o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

De acordo com o diretor, além destes, já foi submetido um novo pedido de importação, de 8.000 litros de insumo. Ainda não há data para liberação deste quantitativo adicional. A previsão do Butantan é entregar ao governo federal as 100 milhões de doses compradas “até julho ou agosto”.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Bebida especial garante energia para pesca no rio Apa (MS)

No paraíso entre Brasil e Paraguai, equipe fisga pintados de mais de 15...

Cursos profissionalizantes para PCDs têm inscrições abertas para moradores de Hortolândia e Sumaré

Participação é gratuita e atividades terão duração de 60 horas. Formações são para auxiliar administrativo (a) e operador...

Aprenda a preparar um 'petit gateau'

Sobremesa de restaurante leva apenas alguns ingredientes. Aprenda a preparar essa sobremesa de restaurante. Terra da Gente Ingredientes 120g de chocolate...

Conheça a comunidade que vive de acordo com o sobe e desce das águas

Reserva no Amazonas tem vila onde moradores aprenderam a viver na várzea. Desde o futebol até os serviços...

‘Março tem tudo para ser pior’, diz representante dos secretários de Saúde

“O momento é de extrema dificuldade. Infelizmente, o recorde de registro de óbitos não deve ficar com o dia 25/02/21. Março tem tudo para...
- Advertisement -