domingo, maio 9, 2021

Governo vai manter leitos de UTI mesmo com queda de casos de Covid-19

A manutenção dos leitos de UTI abertos durante a pandemia para receber pacientes de coronavírus é a principal medida do Ministério da Saúde para uma eventual segunda onda de aumento de casos no país.

Entre os técnicos da pasta de Eduardo Pazuello, a avaliação é de que o país não terá uma “segunda onda” porque simplesmente ainda não saiu da primeira, que só deve terminar com a chegada da vacina nos próximos meses.

O Ministério da Saúde, no entanto, está monitorando o que ocorre em outros países e a ideia é manter o sistema de leitos preparado para eventuais aumentos nos números de internações.

A pasta seguirá renovando os prazos em todo o Brasil para que as unidades abertas não sejam fechadas, mantendo a capacidade de atendimento. Segundo o ministério, cada leito para Covid-19 custa, diariamente, o dobro do valor habitual para leitos de UTI, passando de 800 para 1.600 reais. 

Nesta quarta-feira, a média móvel de mortes por Covid-19 foi de 496, o menor desde o dia 7 de maio. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa. 

 

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Sputnik V: os entraves que ainda dificultam o uso da vacina no Brasil

Nenhum outro fabricante de vacina contra a Covid-19 encampou um embate público tão ruidoso com a Agência Nacional de...

Santo Antônio de Posse oferece palestra gratuita sobre fotografia de rua; veja como participar

Evento acontece no dia 10 de maio, das 18h às 21h, em conferência online. Ao todo, são 100...

Unicamp 2022: comissão divulga prazo para pedidos de isenção; veja critérios

Solicitações podem ser feitas a partir do dia 24 de maio, segundo a universidade. Assim como no ano...

Fogo próximo à linha férrea mobiliza bombeiros em Valinhos; vídeo

Chamas foram controladas rapidamente e ninguém se feriu. Corporação afirma que incidentes como esse são comuns durante o...

Carro capota e deixa duas mulheres feridas na SP-340 em Santo Antônio de Posse

Acidente aconteceu às 13h10 e uma das faixas ficou bloqueada por 30 minutos. Passageiras foram encaminhadas para a UPA de Jaguariúna. ...
- Advertisement -