sexta-feira, março 5, 2021

Manaus: ‘não cumprimento das restrições’ levou a situação atual, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta sexta-feira, 15, que a situação crítica em toda a América do Sul, incluindo Manaus, não deve ser atribuída exclusivamente à nova variante da Covid-19 detectada no Brasil, mas ao não cumprimento das restrições em vigor.

“Não são as novas variantes que estão causando essa transmissão. Elas podem ter um impacto eventualmente (…) mas é muito fácil culpar apenas a nova variante”, alertou o diretor de emergências da OMS, Michael Ryan. “Também foi tudo o que não fizemos que causou” a aceleração na pandemia, acrescentou.

O estado do Amazonas foi um dos mais afetados no início da pandemia no Brasil, no ano passado. Após um período de melhora, a situação voltou a piorar dramaticamente nas últimas semanas. Os temores aumentaram com a identificação da região como origem de uma variante brasileira do vírus, que os cientistas dizem ser mais contagiosa.

Essa variante se espalhou pela América do Sul, mas Ryan explicou que a tendência atual na região “pode ser atribuída essencialmente ao não cumprimento de regras básicas de comportamento”.

Segundo Ryan, “a situação no Amazonas, e particularmente em Manaus, piorou significativamente nas últimas duas semanas”.

Continua após a publicidade

O especialista confirmou também que o cenário atual no estado do Amazonas é pior do que a sofrida na região entre abril e maio, e “o sistema de saúde corre o risco de implodir”, alertou o diretor de emergências.

Além da falta de materiais básicos para o atendimento dos pacientes, como luvas e oxigênio, Ryan chamou a atenção para outro problema: o fato de os profissionais de saúde estarem infectados. Quando esses trabalhadores e funcionários de laboratório começam a ficar gravemente doentes, “todo o sistema [de saúde] começa a implodir”, disse Ryan.

O número total de mortes pela Covid-19 em todo o mundo ultrapassou os 2 milhões nesta sexta-feira, 15, de acordo com uma contagem realizada pela AFP com base em balanços oficiais fornecidos pelas autoridades.

A Europa, com 650.560 mortes, é a região mais afetada, à frente da América Latina/Caribe (542.410) e dos Estados Unidos/Canadá (407.090).

Com AFP

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Consórcio para comprar vacinas contra Covid tem lista com 22 adesões na região de Campinas, e 9 cidades fora; veja explicações

Dados consideram relação consolidada pela FNP, que coordena iniciativa para buscar imunizantes. Presidente...

Após período de queda, ritmo de vacinação aumenta 35% no país

Após uma semana de queda constante, o ritmo da vacinação no Brasil está em aceleração. Entre 1 e 4 de março, a média móvel...

Fase vermelha não altera índice de isolamento e prefeito de Campinas faz apelo à população

Dário Saadi ressalta quadro de 'quase colapso' do sistema de saúde e pede que moradores cumpram o que...

Jaguariúna registra 126% de ocupação em UTIs Covid e anuncia mudanças de atendimento

Alterações passam a valer nesta segunda-feira (8). Cidade contabiliza 2.910 casos positivos e 53 óbitos pela doença. Mudanças...

Presidente da FNP diz que consórcio de municípios por vacinas vai 'atrás de todas as doses disponíveis'

Jonas Donizette aproveitou a ocasião para criticar o presidente Jair Bolsonaro sobre a dificuldade para compra de imunizantes...
- Advertisement -