segunda-feira, maio 17, 2021

Mundo chega a 3 milhões de mortes por Covid-19

Em meio ao aumento no número de mortes no Brasil e na Ásia, o mundo chega neste sábado, 17, a três milhões de mortes pela Covid-19, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

Foram um milhão de óbitos em apenas 92 dias, mais um triste recorde na pandemia. A marca de dois milhões de mortes foi atingida em 15 de janeiro 2021, 109 dias depois do primeiro milhão de óbitos, registrado em 28 de setembro de 2020, 263 dias após a primeira morte pelo coronavírus, ocorrida em 9 de janeiro de 2020.

Com 368.749 óbitos, o Brasil é o segundo país com mais mortes pela Covid-19 e é responsável por cerca de um quarto das mortes no planeta. O país está atrás apenas dos Estados Unidos, com 566.238. Na sequência, vem México (211.693), Índia (175.649) e Reino Unido (127.472). Itália, Rússia, França, Alemanha e Espanha completam a lista dos dez países com mais mortes pela doença. No total, a Europa é a região mais afetada pela pandemia, com 968 mil casos fatais.

A Ásia, continente mais populoso do mundo, com 59,6% dos habitantes do planeta, tem apenas 15,3% dos óbitos, mas passa por uma aceleração no número de mortes. Os dados de vítimas saltaram de uma média de 900 por dia no começo de março para mais de 2,3 mil.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Cidades da região de Campinas retomam vacinação contra Covid para grávidas e puérperas

Americana e Sumaré retomaram a imunização nesta segunda (17). Já Indaiatuba e Paulínia...

Filha de vítima de feminicídio em Piracicaba relata trauma do crime: 'saber que sou filha do assassino é difícil'

Crime ocorreu em 2019. Psicanalista diz que filhos de mulheres que foram mortas de forma violenta devem ter...

Santo Antônio de Posse aciona polícia após perder R$ 30 mil com furto de cabos que parou serviço de água; vídeo mostra crime

Câmera registrou momento em que furto é praticado por dois suspeitos, que ainda não foram localizados. Sem chuvas significativas há 71 dias,...

Trabalhar mais de 55 horas por semana aumenta risco de morte, diz estudo

O trabalho dignifica o homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...

Trabalhar demais pode matar do coração ou de AVC, diz estudo

O trabalho dignifica o Homem, diz o ditado. Trabalhar demais, no entanto, pode levá-lo a uma morte prematura por doenças do coração ou um...
- Advertisement -