sábado, fevereiro 27, 2021

Oxford: Senado aprova crédito de R$ 1,9 bilhão para compra da vacina

O Senado Federal aprovou nesta quinta-feira, 3, a MP 994/2020, que abre crédito extraordinário de 1,995 bilhão de reais para compra de tecnologia e a produção da vacina da Universidade de Oxford no Brasil. Os recursos serão usados para custear contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o laboratório AstraZeneca, parceiro da instituição de ensino no Reino Unido.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEMP) postou em sua conta do Twitter que vai promulgar a medida ainda nesta quinta-feira.

Segundo a MP, a transferência de tecnologia na formulação, envase e controle de qualidade da vacina será realizada por meio de um acordo da empresa britânica com a Fiocruz. Com isso, caso a eficácia do imunobiológico seja comprovada, o Brasil deverá produzir 260 milhões de doses ao longo de 2021, conforme afirmou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello na manhã desta quarta-feira, 2 . Desta monta, 100 milhões contarão com matéria-prima importada e outros 160 milhões serão totalmente preparados pelo centro de excelência carioca.

Do total de recursos a serem liberados, o Ministério da Saúde prevê um repasse de 522,1 milhões de reais na estrutura de Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz produtora de imunobiológicos. Um total de 1,3 bilhão de reais são despesas referentes a pagamentos previstos no contrato de encomenda tecnológica. Os valores contemplam a finalização da vacina.

Testes clínicos

A vacina de Oxford, como ficou conhecida, revelou na semana passada os resultados preliminares da fase 3 de testagem. Com eles, foi descoberto que o imunizante promove até 90% de eficácia. Os melhores resultados foram obtidos quando houve a aplicação de meia dose seguida de uma dose completa. Quando aplicadas duas doses totais (como originalmente o estudo foi desenhado), a eficácia chegou a 62%. O achado científico se deu por um erro no curso dos estudos. Ainda não se sabe, portanto, qual será a posologia a ser trabalhada no Brasil tão logo o fármaco seja aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O processo de aprovação ainda não foi iniciado, mas documentos preliminares já foram encaminhados à agência.

Nesta quinta-feira, 3, o Brasil teve médias móveis em 40.409,1 diagnósticos positivos e 544,3 mortes por conta do novo coronavírus.

!function(e,t,s,i){var n=’InfogramEmbeds’,o=e.getElementsByTagName(‘script’),d=o[0],r=/^http:/.test(e.location)?’http:’:’https:’;if(/^/{2}/.test(i)&&(i=r+i),window[n]&&window[n].initialized)window[n].process&&window[n].process();else if(!e.getElementById(s)){var a=e.createElement(‘script’);a.async=1,a.id=s,a.src=i,d.parentNode.insertBefore(a,d)}}(document,0,’infogram-async’,’//e.infogr.am/js/dist/embed-loader-min.js’);

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Infectados com nova variante de Covid têm carga viral dez vezes maior

As pessoas infectadas com a nova variante do coronavírus identificada em Manaus têm uma carga viral dez vezes maior...

Valinhos antecipa imunização de idosos entre 80 e 84 anos e espera vacinar mais de 1,3 mil pessoas

Meta deve ser atingida com 80% das doses recebidas. De acordo com a administração, o lote restante destinado a essa faixa...

Campinas autua comércios, e Valinhos tem bate-boca entre motorista e Guarda na 1ª noite de restrição de circulação

Um estabelecimento na metrópole teve as portas fechadas. Condutor de veículo de transporte por aplicativo não conseguiu terminar...

Região de Campinas tem três cidades em estado de atenção para chuvas, diz Defesa Civil

Boletim mostra que Artur Nogueira, Campinas e Pedreira registraram volume de precipitação superior a 80 mm nas últimas...

Oxímetro: taxa de erro é três vezes maior em pessoas de pele negra

Estudo americano mostrou que os oxímetros, aparelhos usados para medir o nível de oxigenação do sangue, sucesso de venda durante a pandemia, oferecem um...
- Advertisement -