domingo, fevereiro 28, 2021

Oxford: voluntários brasileiros receberam dosagem com menor eficácia

Os 10.000 brasileiros recrutados para os testes da vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford para Covid-19 receberam duas doses completas do imunizante ou de medicamento placebo, conforme previa o protocolo de estudo. Os testes foram coordenados no país pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Nesta semana, a farmacêutica anunciou que seu imunizante chega a 90% de eficácia, quando utilizado em uma posologia alternativa: meia dose seguida de uma dose completa. Essa descoberta, no entanto, se deu num erro de aplicação em alguma etapa do estudo. O protocolo divulgado originalmente — e seguido rigorosamente pela universidade brasileira — previa duas doses completas da vacina, o que promove 62% de eficácia, de acordo com o anúncio preliminar da própria farmacêutica.

Os brasileiros que receberam a dosagem não apresentaram efeitos adversos graves, e o estudo segue sem maiores intercorrências. Os testes ocorrem em São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte.

Faltam documentos

Na última terça-feira, 25, membros ligados ao desenvolvimento do imunizante compareceram à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para discutir o andamento dos estudos e alinhar as informações necessárias para uma autorização da vacina no Brasil. Fontes ligadas ao processo afirmam que para que a liberação ocorra, no entanto, ainda faltam etapas fundamentais para o processo de aprovação. Há pelo menos duas delas, a primeira é a inspeção da fábrica de insumos do fármaco, que fica na China, e deve ocorrer em duas semanas. A segunda é a produção de um grande lote de imunizantes para que se compare o que será produzido em grande escala com as doses utilizadas na testagem.

Ainda é considerada, inclusive, uma nova rodada de testes internacionais com para dar força ao protocolo que prevê a eficácia de 90%, segundo entrevistas do CEO da AstraZenenca, Pascal Soriot.

 

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

‘Discurso negacionista é desserviço para saúde pública’, diz Rosa Weber

Na decisão que deu neste sábado determinando que o Ministério da Saúde volte a custear leitos de UTI para...

Guarda faz 'escolta' de porco para evitar acidente em avenida de Americana; vídeo

Animal foi acompanhado por viatura até uma área descampada. Dono não foi localizado. Guarda faz 'escolta' de porco...

Rosa Weber manda Ministério da Saúde custear leitos de UTI

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o Ministério da Saúde volte a custear leitos de UTI para pacientes com...

Funcionário de lanchonete fica ferido após ser baleado durante roubo em Americana, diz SSP

Crime ocorreu em estabelecimento da Cidade Jardim, na noite de sábado, e dona do estabelecimento precisou entregar dinheiro. Ninguém foi preso e...

STF confirma prazo de 5 dias para União detalhar prioridade na vacinação

O Supremo Tribunal Federal confirmou a liminar dada pelo ministro Ricardo Lewandowski que determinou o prazo de cinco dias para que o governo federal apresente detalhes sobre...
- Advertisement -