terça-feira, abril 13, 2021

Prefeitos pedem que Ministério da Saúde mude regras de reserva de vacinas

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) enviou ofício ao presidente Jair Bolsonaro, ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e ao futuro ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pedindo que o Ministério da Saúde promova a reavaliação das atuais diretrizes e lidere uma nova estratégia de uso das vacinas.

A entidade quer “providências em caráter urgentíssimo” para analisar e promover novas regras e condições para a reserva das segundas doses de vacinas contra a COVID-19. Segundo os prefeitos, o pedido tem o objetivo de ampliar o alcance de mais pessoas, acelerando a imunização da população brasileira.

“Até a presente data, as diretrizes estabelecidas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) foram no sentido de que haja garantia da reserva para as segundas doses, ou seja, de todas as doses disponibilizadas pelo Ministério da Saúde aos Estados e Municípios, somente 50% fossem utilizadas para a aplicação da primeira dose”, argumentam. 

A frente propõe a recomendação do uso imediato como primeira dose de 90% dos lotes que forem disponibilizados pela vacina Coronavac, reservando 10% para as segundas doses. Cada município está adotando um período para a aplicação da segunda dose dessa vacina. “Neste sentido, se todos os municípios passarem a adotar o prazo de 28 dias, haverá um maior espaçamento entre as doses e maior otimização da sua aplicação”, explicam. 

“Já a vacina da AstraZeneca é fundamental que também seja padronizado o prazo de 12 semanas entre o intervalo entre a primeira e a segunda dose, o que também possibilita que todo o estoque seja utilizado, não havendo necessidade de reserva para a segunda dose. Desta forma, haverá maior tempo hábil para recomposição dos estoques e, ao mesmo tempo, uma ampliação dos grupos alvos a serem vacinados em todo o país, em menos tempo”, sugerem. 

O documento, assinado pelo presidente da FNP, Jonas Donizette, ressalta ainda que é preciso melhorar o processo de gestão do uso das vacinas a partir de uma regionalização da distribuição — garantindo o fornecimento da mesma vacina para cada localidade, o que facilitaria o controle dos estoques.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Avião da Azul faz pouso de emergência no Galeão após piloto relatar fumaça a bordo

Dois passageiros que se sentiram mal durante a situação precisaram ser atendidos pelo...

DIG prende suspeito e apreende fios roubados que seriam trocados por drogas em Indaiatuba

Policiais civis também localizaram porções de entorpecentes, simulacro de revólver, faca e cerca de R$ 2,5 mil em...

Em 100 dias, rede municipal atende o equivalente a 11% da população de Campinas com suspeita de Covid-19

Percentual representa cerca de 133 mil pessoas que procuraram consulta médica em UBSs, UPAs ou nos hospitais mantidos...

Campinas abre agendamento da vacinação contra Covid-19 para maiores de 67 anos

Cadastro deve ser feito no site, onde será informado horário e local de aplicação. Cidade conta com cinco...

Banco de leite da Maternidade em Campinas atinge nível mais crítico da pandemia; veja como doar

Hospital tem estoque de 139 litros, volume 30,5% inferior aos 200 indicados como mínimo ideal, e reivindica doações....
- Advertisement -