domingo, março 7, 2021

Quem já teve Covid-19 pode precisar de apenas 1 dose de vacina, diz estudo

Pesquisadores sugerem que pessoas que já tiveram Covid-19 podem precisar de apenas uma dose da vacina contra Covid-19 para gerar uma forte resposta imunológica contra a doença, mesmo em vacinas cujo regime de administração prevê a aplicação de duas doses. Estudos recentes mostraram que pessoas previamente infectadas tendem a sentir efeitos colaterais mais intensos e apresentar níveis mais altos de anticorpos após a primeira dose da vacina, em comparação com aquelas que nunca tiveram a doença, o que seriam indicativos de que elas podem precisar de apenas uma injeção.

Um estudo publicado recentemente na plataforma pré-publicação medRxiv, mostrou que pessoas que já haviam sido infectadas com o vírus relataram fadiga, dor de cabeça, calafrios, febre e dores musculares e articulares após a primeira injeção mais frequentemente do que aquelas que nunca foram infectadas. Essas pessoas também apresentaram pelo menos 10 vezes mais anticorpos após a primeira dose da vacina do que a média de pessoas não infectadas que receberam duas doses, descobriu um novo estudo.

Os efeitos colaterais após a vacinação são totalmente esperados e são um bom sinal. Eles indicam que o sistema imunológico está montando uma resposta e estará mais bem preparado para combater uma infecção se o corpo entrar em contato com o vírus.

LEIA TAMBÉM: A ordem de vacinação contra Covid-19 no Brasil e os grupos prioritários

De acordo com os pesquisadores, isso pode significar que as pessoas previamente infectadas precisam apenas de uma injeção para protegê-las de ficarem doentes novamente. Uma única injeção também pode ajudá-las a evitar efeitos colaterais mais desconfortáveis ​​após uma segunda dose.

Outro trabalho, publicado na mesma plataforma, analisou a reação de 59 profissionais de saúde após serem vacinados. Destes, 42 já tiveram a doença. Os resultados mostraram que as pessoas que haviam sido infectadas anteriormente apresentaram, após a primeira dose, os mesmos níveis de anticorpos de pessoas que nunca tiveram a doença tinham após a segunda dose.

Além disso, experimentos em laboratório mostraram que esses anticorpos foram capazes de impedir o vírus de entrar nas células. Diante da baixa disponibilidade da vacina neste primeiro momento, os pesquisadores concluem que aqueles que já tiveram Covid-19 devem receber apenas uma dose da vacina. Ao menos até o fornecimento se estabilizar.

Por outro lado, alguns especialistas acreditam que a estratégia é arriscada. Ambos os estudos avaliaram um pequeno grupo de pessoas vacinadas, portanto, as evidências não seriam suficientes para transformar as descobertas em uma recomendação generalizada e alterar os regimes avaliados nos testes clínicos. “Sou um grande defensor da dosagem certa e do cronograma certo, porque é assim que os estudos foram realizados”, disse a imunologista Maria Elena Bottazzi, do Baylor College of Medicine, ao The New York Times.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Campinas gasta R$ 33,2 milhões com compra de leitos Covid privados no 1º ano da pandemia

Valor foi pago pelos cofres públicos em um intervalo de oito meses de...

Ex-atleta usa cadeira de rodas para sobreviver como entregador de aplicativo em Paulínia

Caíque Palma de Souza, 23 anos, passou a fazer entregas depois que a mãe perdeu o emprego de...

Motociclista morre após bater em carro na estrada da Rhodia, em Campinas

Samu constatou o óbito do homem de 42 anos no local; condutor do outro veículo passou por teste...

Nº de ocorrências na delegacia eletrônica sobe 47% na região de Campinas durante a pandemia

Dados da Secretaria de Segurança Pública mostram que foram 134 mil registros pela web, o que representa 34,3%...

Procura por teste de detecção de anticorpo aumenta 2.000%

Entre outubro de 2020 e fevereiro de 2021 houve um aumento de 2.000% na procura por testes de detecção de anticorpos neutralizantes contra o...
- Advertisement -